Páginas

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

O dia em que Guilherme cresceu

Quando Guilherme entrou no quarto da Clínica para conhecer o irmão eu achei ele tão grande. Era como se meu filho, de um dia pro outro, tivesse crescido meio metro! Não só no tamanho, em tudo Guilherme começou a parecer mais velho. Eu sei que para toda mãe os filhos são sempre bebês, mas isso não aconteceu só comigo, com o João também. Em questão de horas passamos a ter dois referenciais, o recém nascido e o menino. Nessas três semanas vejo o quanto meu menino cresceu desde as férias de inverno (a professora na escola havia comentado que as férias de inverno é um divisor de águas no comportamento dos pequenos), mas com o Guilherme essa transformação foi em etapas. As férias e depois o nascimento do irmão.


E como o assunto hoje é o Guilherme, aproveito para falar sobre como ele está reagindo a chegada do irmão. Bom, todos os dias quando chega da escola faz questão de dar um beijinho no irmão (sim, inclusive quando ele dorme!). Quando Felipe chora, Guilherme canta canções de ninar, brinca, faz de tudo para distrair o irmão. Claro que tem momentos em que a ajuda é demais, ai entra um pouco de jogo de cintura e paciência, muita paciência. Ciúmes? Bom ... vamos dar tempo ao tempo. Por hora, nenhum problema nessa área, melhor pensar assim.

9 comentários:

Ana Paula - Journal de Béatrice disse...

Neda, que bom receber noticias! Felipe esta enorme e Guilherme um fofo com o irmãozinho! Espero que você esteja bem e depois conta como é dar conta do recado com duas crianças em casa!! Beijão : )

Lu disse...

Neda, q foto deles juntos! O Guilherme é muito lindo, q olhar!!

Beijos pros dois e parabéns de novo!

Paloma, a mãe disse...

Neda, é isso mesmo, além de mudar o (nosso) referencial, eles sempre amadurecem um pouco quando chega um bebê em casa.
Uns regridem, outros crescem. Ambas as coisas são normais e esperadas, mas é sempre lindo de acompanhar isso, né?
Tô adorando ver a relação entre eles ser construída, sei como é gostoso acompanhar isso de perto, no dia-a-dia, ainda faço isso, mas esta fase em que vc está é mágica, é linda, é emocionante!
Beijos

Sandra Hellen Kautto disse...

É gostoso demais ver o irmãos mais velho cuidando do bebê... eu me deliciava vendo o irmão do Elias brincar com ele!!!

Parabéns pelos filhotes lindos!!!
Beijos

Mariana - viciados em colo disse...

que coisa boa ele estar numa boa com a novidade de ter mais um no pedaço. aqui a chegada do segundo também foi muito tranquila. pouquíssimas vezes a mais velha se aborreceu com a priorização do bebê, normalmente quando estávamos sozinhas e eu não tinha que atender o bebê primeiro...
beijoca

Flavia disse...

que amor!

É engraçado como até mesmo de fora a gente tem essa sensação, como se o pequeno crescesse só com o simples fato de ser o irmão maior.

Linda a foto dos dois.


beijo grande

Fabiana Alvim disse...

Que fofa a foto dos dois!!

O excesso de amor foi o mais difícil de lidar por aqui... nem sempre a paciência chegava antes!rs

Mas é lindo ver essa relação se contruir...

Seu post me fez voltar 1 ano da minha vida.

Beijos

Livia, mãe da Carol disse...

eu posso imaginar como o Guilherme cresceu aos seus olhos! Amei a foto dele 'amassando' o pequenino : )

Sofia Fonseca disse...

que bom ter news :) mil beijinhos a tds.
o Guilherme vai dar um pulo de agora para a frente
ele vai se sentir o protector do Filipe :)