Páginas

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Semana 39



A coisa que mais ouvi nesta gravidez foi o quão diferente uma gestação pode ser da outra e na manhã do dia 17 de agosto tudo indicava que sim (apesar de algumas coincidências). Guilherme me acordou cedo, pouco depois das cinco da manhã e eu notei que esta "úmida". Será que a bolsa rompeu? Era pouco, melhor esperar, as horas passaram e nenhum novidade além da "umidade". Ligo pro médico, ele pede para ir pro hospital para a parteira me examinar. Penso um pouco, sei que se for para o hospital as coisas podem fugir do meu controle, ligo para as parteiras (Laura e Fernanda), elas chegam no final da manhã e tudo indicava que havia uma fissura na bolsa e o trabalho de parto havia começado lentamente. O dia correu tranquilo, aos poucos as contrações começaram, mas nada que atrapalhasse  a rotina e nela seguimos. Eu aproveitei para descansar e dormi uma boa "siesta". Tomei um bom banho de imersão. A Laura e a Fernanda ficaram boa parte do dia comigo e me acompanharam em caminhadas, brincaram com o Guilherme, que achava que estavam ali para ele (jajajajaja) Guilherme foi dormir avisado que o irmão estava perto de chegar e que no dia seguinte iria para a escola com uma coleguinha.. A meia noite combinamos que se a madrugada trouxesse novidades ligaríamos avisando.
Pouco depois das cinco da matina, o trabalho de parto começou para valer e eu acordei (bastante similar ao do Guilherme), e comecei a andar, fui ao banheiro, bebi  água, acordei o João para fazer massagens durante as contrações e avisamos as parteiras. As seis elas chegaram com o mate e começamos a espera, com o médico o combinado era esperar uma dilatação de 6cm para ir ao hospital.  Até lá nos concentramos em aliviar o desconforto das contrações, massagens, banho, ducha ... quando as contrações ficaram mais próximas e intensas (apesar de mais curtas) um toque revelou que havia chegado a hora e assim rumamos para o hospital (decidimos ali onde seria o parto). 
Desta vez cheguei andando e fui encaminhada para a emergência para que a parteira de plantão me examinasse para ver se já era hora de internar. Laura e Fernanda nos acompanharam e enquanto o João foi tratar da internação, Laura ficou comigo massageando as costas durante as contrações. Nisso chega o maqueiro para me levar para o quarto de cadeira de rodas. Eu posso andar, argumento. Não teve jeito, agora mandamos nós disse ele nada educado. Laura e Fernanda ficam comigo no quarto, pouco depois chega o médico, o João volta e as parteiras, minhas fieis escudeiras, tem que sair. São umas nove da manhã e a bolsa rompeu pra valer, a parteira do hospital avisa ao médico que tem meconio "viejo" o médico nem confiança o foco dele é em mim, dá dicas de posturas e como respirar na hora das contrações. João faz a massagem que aprendeu com a Laura. Apesar da dor, estou presente, ainda não embarquei para a partolandia. Depois de uns 10 minutos em posição de lótus em cima da cama decido que talvez seja melhor ficar em pé quem sabe passar pelo chuveiro? Mas os planos são outros e ao ficar em pé sinto uma cachoeira jorrar (céus! mais água? Não eram 3 litros?) e em instantes João avisa ao médico que havia chegado a hora e eu começo a minha parte da viagem, o médico examina e ... ainda no quarto sinto o "circulo de fogo". Mais duas contrações na entrada da sala de parto, na hora de passar para a mesa de parto não consigo dominar as pernas e demoro um pouco para fazer a passagem sozinha (ganhei um hematoma no ombro no processo), nem penso na hora. Dois "empurra" ou três depois nasce um lindo menino e nasceu de gravata como o médico fez questão de mostrar pro João. Ainda não sei como por em palavras as sensações neste parto, sei que ter uma experiência tão diferente foi importante não só para mim, ms pro João também. O bebê é colocado na minha barriga, vamos nos conhecendo por fora, nos tocamos, nos sentimos, o cordão só foi cortado quando parou de pulsar. Chegou a hora de terminar o parto, as contrações continuam e tranquilamente o parto termina com a saída da placenta. Todos conversamos, a parteira avisa a hora do nascimento. Por conta da episiotomia e laceração anterior o médico optou por uma "episio" no mesmo local (desta vez sem laceração). O médico se despede e depois volta para contar que naquela mesma sala de parto fez seu primeiro parto particular, há 40 anos, e que a mesa era a mesma e "naquele tempo já era velha", eu sei que eu achei confortável e adorei as tiras de couro que eu puxei na hora de fazer força, me ajudaram a ficar numa posição mais confortável para o parto.


Felipe nasceu as 10:24 do dia 18 de agosto, pesando 3,700kg e medindo 50cm.

16 comentários:

Livia, mãe da Carol disse...

Que lindo! Muita saúde para o Felipe e que a vida dele seja repleta de alegria e sorte. Adorei o nome, Neda, é um dos nomes que colocaria caso tivesse um menino! Beijos em vcs e um especial para o Gui, que ganha um dos maiores presentes: um irmão!

Alice Mânica disse...

Então já temos um bebê com nome!!!

Que lindo garotão!!!

Felicidades para toda a família!

Paula disse...

Neda parabens pelo novo membro da familia!!! Que bom q foi tudo bem no parto! Ele é uma gracinha!!!! Felicidades pra vc e pra sua familia! Corre lá cuidar dessa fofura e descansar quando puder ! Beijos !!

Helga disse...

Like! :)

Por sinal bem mais tranquila você por já saber o que aconteceria. Também adorei a equipe do hospital, você realmente pareceu bem amparada. Muito legais suas doulas tb. ^^

Avassaladora disse...

Nossa, que rápido, hein!!! Quer dizer, pelo menos eu achei... né!!!
Parabéns pelo lindo bebê, que ele traga ainda mais alegria pra sua casa!!!!

Blenda disse...

Gosto de ler esses relatos pra ir me preparando hehehe será que vou dar conta? Espero que sim hahahaha

Parabéns pelo Felipe!

Bj!

Blenda

Clarinha disse...

Parabéns, Neda! PArece que vc ficou bem tranquila no processo todo, pelo menos pelo seu relato! Muita saúde para o novo membro da família!

Celi disse...

Neda que alegria!!!! Parabéns!!!! Felipe... que fofo!!!! Ótima escolha do nome. Adorei!
Que vocês sejam muito felizes!!!!!! Que o Felipe traga muita alegria, saúde e paz para a família.
Um grande beijo e fica bem.

Lia disse...

PARABÉNS, NEDA!! A Paloma tinha me avisado sobre o nascimento do Felipe. Estamos radiantes por você! Curta muito muito muito. Daqui a uns dias sou eu...

Paloma, a mãe disse...

Que lindo, adorei o relato de parto!! Sim, estas tiras de couro são ótimas para dar apoio para parir.
Com certeza, esta experiência foi maravilhosa para vc, o João e o pequeno Felipe.
Bienvenido, Felipe!!
Beijos

Juliana Silveira disse...

Parabéns, Neda e João, por mais um filhote lindo e muito saudável! Que bom que deu tudo certo e vocês estiveram muito bem apoiados! Que estejam bem e felizes e Guilherme brinque muito com o irmãozão novo!

Juliana Silveira disse...

Xi, meu comment não saiu! heheh O que eu disse foi que fiquei muito feliz por tudo ter dado certo, que vocês estiveram muito amparados, qeu Felipe é muito bonito e saudável (e tem um nome lindo, digno de um irmão Guilherme, heheheh) e que vocês sejam muito felizes juntos!!

Sandra Hellen Kautto disse...

PARABÉNS!!! Me emocionei lendo seu relato...senti novamente como se estivesse esperando minha "boa hora". Que bom que tudo deu certo e vocês tiveram uma boa experiência!!!
O Felipe é muitooooo fofo! Parece um boneco de tão lindo! Parabéns!

Passei também pra avisar que mudei o endereço do meu blog, agora é: http://sandrakautto.blogspot.com/
se quiser me linkar novamente!!!

Beijos ILUMINADOS!

Anônimo disse...

Escrito por RAQUEL AMARAL
almybraga@bol.com.br
Boa Noite,
eu li seu comentário em um blog de uma outra mãe que tem os filhos trilingues. E parece que sua mãe é norueguesa não é?
Então...eu queria parabenizar pois parece que você acabou de ter um bebêzinho não é mesmo? Tudo de bom!
Eu ensino inglês e espanhol para crianças, mas infelizmente acho que os pais me procuram por obrigação, por causa do ensino na escola (ou até um que me procurou pq a criança ficou desestimulada após 3 anos em uma escola de idiomas para crianças). Eu gostaria que os pais tivessem a consciência do "quanto mais cedo melhor", mas enfim, queria trocar umas idéias com você quanto a isso.
Vi que sua mãe falava em espanhol e norueguês com você e sua irmã também.
Enfim, é isso, sei que vc está com neném pequeno em casa, mas qdo der por favor...eu tenho um blog mas ele é comercial por isso não vou postar por ele...e vou deixar o e-mail do meu esposo (não tenho um meu rs) então uso o dele...
almybraga@bol.com.br
Eu sei que você está sem tempo, mas assim que der se puder me mandar um e-mail curtinho para mantermos contato, ficarei muito agradecida.

Abraços,

Raquel Amaral

Mikelli disse...

lindo relato do parto! =) tranquilo e sereno. Espero que o meu seja assim tb. parabens pelo meninao! bjs!!

Fabiana Alvim disse...

Fiquei atrasada por aqui!!
Bem vindo, Felipe! :-)
Beijos