Páginas

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

O fim do mistério

Quando meus avós maternos recebiam visitas e ao final do jantar, ou almoço, ofereciam ajuda para lavar a louca, minha avó sempre dizia para não se preocuparem, que no dia seguinte, Julia lavaria a louça. Todos obviamente, entendiam que se tratava de uma empregada. Mas a verdade é que Julia nunca existiu e quem lavava os pratos era a minha avó mesmo.

Há uns 20 anos, meus pais compraram uma máquina de lavar louça e minha mãe batizou de Julia, em homenagem a empregada imaginaria de minha avó. "Julia" trabalhou muito em minha casa, até que um dia paramos de  usar, não lembro bem o porquê. A máquina ainda está por lá, mas já não funciona.

Quando ainda estavamos em Cabo Verde João dizia que aqui teriamos uma empregada chamada Tesoro. Bom, não temos empregada, mas uma faxineira que vem pelas manhãs, para limpar ou passar roupa e ela não se chama Tesoro. Infelizmente, para mim, eu acho, a idéia de ter uma empregada não me agrada. Sempre gostei das faxineiras que tive, mas em parte por que a convivencia não era diária. Então, ainda não é dessa vez que tenho empregada, um dia, quando eu crescer quem sabe. Talvez quando volte a trabalhar.

Aqui em casa temos um enorme defeito, a louça acumula com uma facilidade muito grande na pia da cozinha. Parece que dá cria a louça, e o melhor ou pior, é que isso não nos incomoda, tenho um pouco de vergonha, é só. Assim que, com a proximidade do Natal e da chegada da família do João para passar as festas conosco decidimos que seria um bom momento para ocupar o buraco na cozinha e ter uma ajudinha extra na cozinha, principalmente nos fins de semana.Nunca vou esquecer da conversa com a Paula, no Natal do ano passado, quando ela me contava o quanto sentia falta da sua máquina de lavar louça, que estava em Portugal e me falava que sempre tinha a cozinha "arrumada" por que a louça suja ia direto para a máquina. Estou contando com isso!


O Roomba é algo que tenho considerado muito comprar, principalmente, por que aqui os quartos têm carpete. Mas ainda estou no inicio das pesquisas, e confesso que a idéia de que um dos gatos quebre ao pular em cima não me agrada. Como é algo para ser comprado nos EUA e ainda tenho la lista minha KitchenAid, não sei ...

2 comentários:

Paloma, a mãe disse...

Ahhh, ótima aquisição!
Eu também não me acostumo com empregada, não gosto de ser servida todo o tempo e gosto das coisas do meu jeito.
Beijos

Avassaladora disse...

Neda, a daqui de casa chama-se Maria, e dá uma mão nos almoços e happy hours que eu faço com os amigos. Mas diferente da Paloma, eu não dispenso uma empregada não, detesto lavar banheiros e passar roupas, então delego sem nóia!