Páginas

sábado, 28 de novembro de 2009

Os gatos


Viajar com animais de estimação não é nada fácil, a não ser que você seja algum tipo de celebridade. Em todo caso, se os cães sentem, os gatos sentem ainda mais. Blanquito e Biscoito sofreram um cadinho com a viagem até aqui. Talvez se fossem gatos menores e pudessem ir na cabine a coisa fosse diferente, não sei. Seguimos a recomendação da veterinária e damos um remedinho. Assim, levar os gatos nas férias é complicado, ainda mais com criança pequena. Montamos um bom esquema de apoio e atenção aos felinos, mas ainda assim eles sentem um bocado a nossa ausência. Desta vez, ao invès de engordarem, emagreceram (tudo tem seu lado bom). Agora, já estamos estudando as possíveis rotas para que seja o mais rápido e direto possível. Uma das opções é procurar empresas que permitam que os nossos gatos viagem na cabine conosco.
Da viagem trouxemos para os felideos alguns brinquedinhos e colares com medalhas de identificação. Antes que perguntem, já tiramos os chocalhos. Aguentamos dois dias!

4 comentários:

Clarissa disse...

Mas estão lindos e fofos demais =^.^=

Blenda disse...

kkk estou pensando em colocar coleira nas duas gatinhas aqui em casa também, mas sem o sininho. Não sei se o Cris comentou, mas ano que vem vamos nos mudar pra uma casa bem legal, cercada de natureza. Vendetta e Charlotte vão ser gatas livres e precisam de identificação, caso se percam por aí na vida :)

Houser disse...

A Tam deixa gatos voarem na cabine. Pena que não tem Tam pra CV...

Neda disse...

Cris
Não é a TACV que não deixa, é que eles são pesados e grandes para ir na cabine. A caixa tem que caber embaixo do assento e não pode ultrapassar os 8 quilos (animal+caixa). A TAM também não deixou.