Páginas

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Das coisas que fiz nas férias - PARTE I

Benjamin Button

Eu deveria estar dormindo, mas sabe quando a sua cabeça não para e você tem que fazer algo. Fui ler um edição antiga da Época, na última página, a articulista fala da experiência dela ao assistir ao filme o "Estranho caso de Benjamin Button" e eu lembrei o quanto gostei do filme em comparação a Socorro. Acho que é um daqueles casos em que minha "bagagem" me fez ter uma percepção completamente diferente do filme, acreditam que de cara nem me lembrei do Foreste Gump? Pois é! Sei que não estou completamente maluca por que muito mais gente gostou do filme, inclusive o marido gostou do filme.
Como vimos a última exibição num sábado a platéia não era assim tão adolescente então eu não fui a única a sair do cinema com a maquiagem prejudicada (chorei foi muito, não vô nem mentí). Não paro de pensar no solitário que o ser humano é, mesmo estando sempre com outros por perto a maior parte do que nos acontece, do que pensamos, do que queremos, do que sentimos fica guardada a sete chaves em nós mesmos, no filme fica aquela impressão de que é o novo no corpo de velho e o velho no corpo de novo, mas nananinanã para mim é a solidão marcou.
A verdade é que o filme até hoje, um mês depois, me faz pensar, aquela de "Ah! se eu pudesse voltar aos 15 anos sabendo o que sei hoje." é uma furada.

2 comentários:

Socorro Acioli disse...

Nedíssima, eu gostei do filme. Mas é que precisa ser muito bom para que eu não perceba buracos no roteiro. E no Benjamim Button são muitos. Vários artigos especializados apontam isso. Além da semelhança com FG.
Mas o "Slumdog Millionaire" é mil vezes melhor. Espero que você veja logo. Pede ao João para fazer amizade com o Mr. Torrent! Bjs!

Eulalia disse...

Cumadi,
O que mais me impressionou é como o tempo instiga o sofrimento e traz tantas coisas boas e más em qualquer fase da vida. Gostei, apesar de preferir O Leitor!
Beijos!