Páginas

terça-feira, 6 de abril de 2010

Guilherme no mercado



O mercado do Sucupira é um dos poucos lugares de compras em que o Guilherme curte ir, chega a ser engraçado. Ele sempre quer me acompanhar e convenhamos que acompanhar mulher em feira ou mercado pode ser cansativo. Eis que outro dia, fomos Tatiana e eu levar a Irani ,que estava aqui de férias, para conhecer e o pequeno veio conosco e como sempre se comportou divinamente. Tanto que eu não pude ignorar a paixão dele pelo pequeno "tambor". Quando Tatiana perguntou se ele ia tocar funaná (ritmo local bastante popular e que se assemelha ao forró) ele respondeu que ia tocar samba! E assim segue o pequeno me surpreendendo com suas tiradas.
A outra coisa que pude observar durante o passeio pelo Sucupira é que o vocabulario criolo do Guilherme aumentou bastante e ele sabe bem a quem se dirigir em qual idioma, algumas vezes ele simplesmente fala "brasileiro" ou "guilhermês" e ai o interlocutor decide.

5 comentários:

Clarissa disse...

Será que esse fofo será o primeiro (pelo menos até onde eu sei) percussionista da família?
Beijos!

Neda disse...

irmã
depois de um periodo meio desengonçado ele tá entrando no ritmo de novo e não faz só barulho, é bem legal. Mas não creio que será cantor, tadinho, puxou o lado Figueirêdo da família.
bjs

Houser disse...

Só não pode puxar o padrinho, que desafina até tocando campainha.

Neda disse...

ô Padrinho! E toda a malemolencia e gingado nagô? Pensei que bastava "naiscer" no rio, vinha no pacote carioca. LOL

Eulalia disse...

Por favor, me repasse umas palavras do dicionário dele que quero aprender!
Beijos e saudades!