Páginas

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Sem palavras

Nem sei como expressar minha indignação pela decisão tomada hoje pelo STF com relação a obrigatoriedade do diploma para o exercício do jornalismo. A verdade é que isso me é indiferente, tem muita gente boa que exercia ilegalmente a profissão como tem muito jornalista ruim e para mim a qualidade do material e o aspecto etico é o que deve ser considerado. E vamos combinar que nem uma das duas coisas se aprende exclusivamente na faculdade, o que me deixou perplexa foram os argumentos utilizados pelos senhores ministros. Será que eles estavam tão cansados assim? Eu passei 4 anos e meio esquentando cadeira de faculdade, duas na verdade, uma correria danada e agora, quase com 10 anos de formada (gente como passa rápido!) digo tranquilamente que as duas profissões podem ser exercidas por qualquer um que saiba ler (deixo claro que para mim leitura envolve compreensão e crítica) e escrever.
Não tem idéia do que estou falando? Dá uma olhada aqui, aqui e aqui.

4 comentários:

Helga disse...

Mas Nedowisk,

O que pode dar errado? Revistas (e afins) serem criados ao léu, matérias serem escritas por qualquer pessoa? Concursos sendo ocupados por pessoas com qualquer formação na área?

Bobagi. :)

Vero, há os casos opostos de habilidades de escrita, mas há necessidade de certa regra nessa bagaça.

"deve continuar nos moldes de cursos como o de culinária, moda ou costura". NU!! Não li isso. Quem? Quem? QUEM??? Gilmar Mendes, é claro.

Se trata-se de habilidade de escrever então ao invés de abrirem as porteiras deveriam aberto a possibilidade de outras profissões (tipo Humanas em geral) concorrerem aos cargos também. Ou nem isso.

Uma pessoa leiga que vá escrever realmente não possui técnica formal nenhuma, teorias científicas específicas. Não estaria prevista em lei punições que são cabíveis no exercício da profissão aos jornalistas.

Muito estranho isso. O melhor é justificar que a ação foi feita durante a ditadura, logo tudo feito durante a ditadura é pra ser desconsiderado.

Neda disse...

Helga sempre rápida no gatilho!

Daniel Lustosa disse...

Vc está indignada? Imagina eu q sou ilustrador e somos vistos como vagabundos. A própria Google entra em contato com ilustradores de todo o mundo para q façam trabalhos de ilustração para nova versão do google Chrome q vem por ai e, pasme, diz q o trabalho não é remunerado e q é um previlégio para o ilustrador estar expondo seus trabalhos no google. Estamos falando de uma empresa q fatura mais de 1 bilhão por ano e não quer pagar por ilustrações!!! Quero ver quando os ilustradores resolverem fazer greve e as revistas vierem só com texto.

Hoje postei receita de língua ao vinho no meu blog. Dá uma olhada lá.

bjo

Paloma, a mãe disse...

Neda,
Eu não sou contra a decisão em si, mas os argumentos usados foram terríveis, mostram total desconhecimento da profissão e mesmo dos direitos (direito à informação virou sinônimo de direito de ser jornalista). Toscos.