Páginas

quinta-feira, 23 de abril de 2009

A primeira de muitas

Há quase um ano, João e eu iniciamos os preparativos para a mudança, a primeira de muitas que virão. Por preparativos entendam, pegar a lista de países, ver as opções, pesar os prós e contras, decidir que tipo de experiência queriamos e poderiamos ter como uma família. A lista nem havia saído e a gente já estava estudando as possibilidades. O mais importante era saber quem seria o chefe do posto, um chefe ruim pode tornar o melhor dos lugares num pesadelo. Poderiamos ter ido para os EUA, Canadá, Oceania, boa parte da Europa entre outros, mas decidimos por Cabo Verde. Por que? Primeiro a chefe do posto é muito boa, é chefe e é uma boa pessoa. Segundo aqui o salário é mais alto e é possível viver bem usando apenas metade dele, isso mesmo, METADE. Terceiro, o país faz parte do plano de remoção casada, já fica definida a colocação do João para a proxima remoção, e o lugar é garantindo (certeza mesmo só chegando lá, mas não creio que estão podendo perder a credibilidade com os servidores). Assim, depois de dois anos aqui, vamos para Mendoza na Argentina, que não está no topo da lista do MRE, mas de outra forma dificilmente consegueriamos ir para lá e eu ter um pouco mais de contato com minha família. Mas isso é a parte fácil, difícil é a logistica das coisas. O que eu aprendi com a mudança não está no gibi.


Nesta foto vocês podem ver como ficou nossa sala já no primeiro dia de embalagem, foi ai que decidimos que o melhor seria ir para um hotel

O que eu faria diferente? Teria começado a separa, dar, jogar fora muitas coisas. Não teria contato com que um mês entre a minha demissão e a mudança seriam suficientes, por que muito pode acontecer e aconteceu de o G ficar muito doente e derepente ficamos com uma semana para arrumar tudo. Estamos aqui há OITO meses e ainda não terminei de organizar a tralha que veio do Brasil. A tudo isso acrescente pilhas de roupas e sapatos que não cabem mais no G, roupas que eu e o João não queremos mais. Em fim ...
Por isso, aqui vai minha primeira dica para preparativos de mudança.

SEPARAR O JOIO DO TRIGO
Você, como eu, tem muitas revistas de decoração, culinária e bricolagem? Pois mãos a obra, é hora de ver se realmente é preciso guardar a revista, folhando as revistas você vai ver que no fundo tem pouca coisa que interessa e que fazendo um bom album de recortes as receitas vão estar a mão, os comodos que você achou tão bonitos ficam mais fáceis de encontrar. Dá para fazer observações pessoais e comentários, organizar conforme a sua vontade e ocupar metade do espaço ou até menos. Essa é uma das coisas que eu deveria ter feito no Brasil, mas comecei aqui e ainda não terminei por que?

e assim, a pilha de revistas agora ocupa o espaço de uma modesta pasta, agora é uma daquelas pastas A-Z, vermelha.

JUNTE TODOS OS DOCUMENTOS QUE NÃO VAI PRECISAR TÂO CEDO EM UM SÓ LUGAR
Por que no meio disso eu tive que começar a procurar um documento IMPORTANTÍSSIMO, que eu ainda não encontrei e que espero esteja em Fortaleza, já que aqui é pouco pravável que apareça. Antes de viajar eu separei todos os nossos documentos, pesquisei quais comprovantes teriamos que guardar e por quanto tempo, separei, coloquei numa pasta bonita e identificada, mas ... os papeis da minha demissão eu fiquei com medo de perder e guardei comigo, ai não sei se criei juízo e deixei na casa dos meus pais (procurei porcamente e não encontrei) ou se perdi aqui na confusão que foi a chegada e desembalhagem das coisas. Eu lembro de ter deixado em Fortaleza, mas também lembro de ter visto aqui, captaram a confusão? Se eu tivesse colocado na caixa, saberia onde estavam. Mas não esqueça de separar os documentos que você vai precisar, tipo carteira de motorista, passaporte, CPF, cartão de vacina, que tivemos que tirar segunda via por que estes sim estavam na caixa.

Aqui usamos uma caixa como a da esquerda para todos os papeis de Cabo Verde e alguns documentos pessoais, a caixa da direita é igual a que guarda todos os manuais e notas fiscais do eletroeletronico aqui de casa. Os papeis do Brasil estão em duas caixas de papel.

PRATIQUE O DESAPEGO
Se você, assim como eu, atribui um valor sentimental a quase tudo, é hora de rever seus conceitos. Aquele papel que embrulhou o presente que você ganhou há 10 natais e nem lembra mais o que estava embrulhado nele é L I X O, então é hora de jogar F O R A. Lembranças de aniversários, casamentos, artesanato feito pelos filhos no pre têm que passar por uma triagem de critico de arte. O mesmo vale para a caneca rachada e o prato manchado as panelas com o cabo frouxo. Sem esquecer tolhas manchadas, lençois puidos, colchas furas etc. Se não dá para comprar novo, conserte, só leve para seu novo lar doce lar coisas em bom estado.
Sabe aquela roupa que fica linda em você quando ainda estava na faculdade e que você guarda para quando voltar a pesar 50 quilos? I have news for you, not gonna happen Dê a roupa enquanto outra pessoa ainda vai poder usar e abra espaço no armário, compre roupas que te valorizam na sua forma atual. Ninguém fica olhando pra você e pensa "hummm aquela mulher 20 quilos mais magra e com o vestido que estava na moda em 19.. é uma arraso" o povo olha e pensa "será que não tem espelho na casa daquela criatura?" São roupas boas, de grife, pois lava tudo, põe no sol e leva num brechó, de quebra ainda ganha uns trocados. Pode fazer como eu, que dei quase tudo para minha irmã ou dar para uma amiga. A questão é abrir espaço. Isso tudo vale para sapatos, bolsas e acessórios. E para o futuro, adote a regra do "one in, one out" comprou uma peça nova de roupa, alguma tem que sair. Tudo o que você não quer mais tem que sair antes da mudança, isso vale para tudo mesmo, móveis, eletrodomésticos, louça, roupa, livros. Se não vira uma loucura de embala isso, não embala aqui e o botijão de gás vai para no Fortaleza e a valvula em Cabo Verde, quando na verdade deveriam ter ficado em Brasília.


PARE DE COMPRAR
Quando a gente quer se organizar vem logo com a idéia de comprar caixas, por que? NÃO faça isso, a idéia é se desfazer de coisas, não ter mais. A casa não fica mais organizada, vai por mim. A não ser que seja a caixa perfeita, do tamanho certo, com uma finalidade clara. Comprei várias caixas e cestas para "organizar" as coisas aqui e me arrependo. As cestas estão servido agora por que estou usando para ajudar na triagem, uma para cada tipo de coisa. E as caixas, plásticas ainda bem que três ficaram em Fortaleza com brinquedos do Guilherme! Ainda tenho 5 dessas por aqui, creio que encontrei uma utilidade para elas, mas veremos ... Isso não vale para caixas que ajudam organizar coisas de hobby, daquelas cheias de divisões, ou que acomodam pequenas coleções, essas são úteis. Falo daquelas caixas grandes, com tampa, que a primeira vista parecem algo de outro mundo e depois ... Outra coisa é não cair na tentação e comprar coisas que você "acha" que não tem no lugar onde você está indo, ou que vai ficar lindo na sala, sendo que você não tem mais sala!


SAIA DE CASA ANTES DA EMBALAGEM DAS COISAS
Não importa se é você ou uma empresa que vai embalar tudo, o dia antes saia de casa, vá para um hotel, casa de parentes, deixe os animais no hotel de animais. Assim você terá um cantinho para descansar depois de um longo e cansativo dia. E se você acha que por que é uma empresa você vai estar menos cansada, se enganou, a não ser que você nem apareça para conferir o trabalho. Não tem mesmo pra onde ir, separe um comodo da casa e lá coloque só o indispensável e tranque a porta, vai por mim, quando a turma da mudança entra vai tudo pra dentro da caixa, tudo mesmo, até o lixo que está na lixeira! Quando nos mesmos embalamos tudo essa etapa pode ser mais tranquila, já que dá pra separar um lugar para ir colocando as caixas, mas tem que ter disciplina, se não a meia-noite do ultimo dia você esta descabelada correndo pela casa jogando tudo dentro das caixas, até o lixo!



Um comentário:

FH disse...

vms vao adorar mendoza! passei 7 dias la, bem off-turista e a cidade é perfeita.
mudança é dose... e praticar o desapego é essencial... meu pai tinha que ler este post.